quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Capitulo 5 - Depois do jantar!

Demetria Narrando

O jantar todo em fiquei tensa, não conseguia acreditar no que eu iria fazer. Minha mão e Denise conversavam baixo sobre alguma coisa que eu nem sabia o que e o meu pai e o Paul conversavam sobre negócios. Joseph comia o jantar calado, mas eu percebia alguns olhares seus em minha direção, mas eu fingia não ver. Quando o jantar terminou fomos para a sala novamente e meu coração quase parou.

- Hum, pai, eu e a Demi vamos lá para o meu quarto, tenho umas musicas para mostrar para ela e tals, quando a Sr. Lovato e a Sra. Lovato decidirem ir embora você vai lá nos chamar ok? - Joseph pediu e seu pai concordou. Ele me guiou até o seu quarto novamente e deixou a porta entre aberta. - Agora é só esperar um pouco até da a hora dos seus pais irem embora, Que horas eles pretendem ir? - Ele perguntou se sentando na cadeira e mexendo no notebook eu continuava em pé na perto da porta.
- Lá para as dez horas eles devem estar indo embora, minha mão costuma dormi as onze.- Expliquei e ele olhou no seu relógio de pulso.
- Ótimo, daqui a meia hora colocamos o plano em pratica! - Ele me olhou sorrindo. - Não vai sentar? - Ele estranhou. Olhei para a cama, ele devia trazer varias garotas para aqui.
- Não...Estou bem. - Disse, ele riu.
- Deixa de frescura e se senta logo! - Ele insistiu. Caminhei até a cama e me sentei na ponta.
- Feliz? - Perguntei sarcasticamente.
- Muito! - Ele sorriu e se virou voltando a mexer no notebook.

Depois de uns 2 minutos de puro silencio, eu não estava aguentando mais. Me remexia na cama a cada 10 segundos, mas não estava confortável. Depois de mais 3 minutos em silencio resolvi puxar assunto.

- Onde esta o Nick? - Perguntei como quem não quer nada, não queria parecer desesperada por socialização.
- Não sei! - Ele respondeu simplesmente sem nem me olhar.
- Bem, em um jantar para comemorar o aniversario do pai e o filho não estar, é muito estranho não acha? - Continuei.
- Eu pensei ter encerrado a conversa com o "não sei". - Ele virou o rosto para mim, serio e eu revirei os olhos.
- Grosso! - Falei disfarçando com uma tosse.
- Só por que você tossiu ao falar não quer dizer que eu não entenda. - Ele resmungou.
- Aff! - Me joguei na cama cansada de ficar sentada olhando para ele e fechei os olhos respirando fundo.

--------------##----------------

- Demi! Demi! - Escutei uma voz me chamar. - Demetria! - Acordei em um pulo e dei de cara com Joseph me olhando. - O que? - Perguntei atordoada.
- Você dormiu? - Ele perguntou, um sorriso começou a crescer no canto de sua boca.
- Não... Eu apenas estava pensando em algo aqui...
- Não importa! - Ele me interrompeu - São dez horas, anda levanta! - Ele pediu e eu o fiz.

Então ele tirou o terno, ficando com uma camisa social branca e afrouxou a gravata abrindo os primeiros botões da camisa. Então ele se deitou na cama com vários travesseiros nas suas costas de forma que ele ficava meio sentado. Ele bagunçou um pouco o lençol da cama e me olhou.

- Anda, senta por cima de mim. - Ele chamou. Eu congelei no lugar. O que eu estava fazendo? Eu não podia fazer isso o que os meus pais iriam pensar? Os pais do Joseph... - Demetria senta por cima de mim agora! - Ele mandou. Eu não queria, mas eu tinha que faze-lo, aquela foto não poderia se espalhar.

Tirei o meu salto e os deixei em um canto perto da cama e se sentei no colo de Joseph de frente para ele, como o vestido era rodado da cintura para baixo, eu pudi colocar uma perna de cada lado do corpo de Joseph. Suas mãos pousaram nas minhas coxas e eu engoli seco, mas o carinho que ele na minha coxa esquerda com o polegar me relaxou um pouco. Ele levantou a outra mão e começou a bagunçar um pouco o meu cabelo.

- O que esta fazendo? - Perguntei dando um tapa na sua mão, mas isso não o parou.
- Bagunçando um pouco o seu cabelo para ficar mais realista! - Ele explicou.
- Então eu posso bagunçar o seu também certo? - Mordi o lábio inferior esperando pela sua resposta e ele sorriu.
- Fique a vontade!

 Minhas mãos foras diretas para o cabelo dele os bagunçando, o cabelo dele passeava pela minha mão, deslizando gentilmente, diferente do dono. Me peguei puxando os cabelos dele eme deparei com os olhos dele sobre mim, mas especificamente nos meus lábios. "Joe" "Demi". Escutamos a voz do Paul nos chamando e Joseph piscou para mim.

- Hora do show! - E sem aviso previu ele me beijou.

Suas mãos antes carinhosas sobre as minhas coxas se tornaram possessivas, subindo e descendo pelo meu corpo e dando leves apertadas em partes estratégicas. Minhas mãos puxavam seu cabelo com força e passeavam pela sua nuca. Ele parou os beijos e desceu para o meu pescoço com chupões e mordiscadas e a voz do pai dele ficava cada vez mais próxima. "Joe" "Demi". E então Joseph me virou na cama ficando por cima, prendi minhas pernas em sua cintura e ele voltou a me beijar nos lábios até...

- Joe? Demi?

Separei o beijo olhando para a porta e fechei os olhos pensando repetitivamente na palavra "Merda", eu sabia que algo tinha que dar errado. Na porta não estava apenas o pai do Joseph, mas também a minha mãe.


Ta ai o cap, espero que gostem do retorno de Seduction, comentem para o próximo cap, muitas coisas vão acontecer (muahahaha) haha, Beijos e Comentem!!!

4 comentários:

  1. ameieeeeeeeieieieiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii perfeito perfetito omg omg omg omg gomg omg omg o omg posta logoooooooo

    ResponderExcluir
  2. Que perfeito flor.
    Algo tinha que dar errado mesmo kkkk.
    Posta logo.
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  3. sdksçdmlfkmlfm como voce tem coragem de parar ai? asjbdijask socorroooooooooooooooooooooooooo posta logo pelo amorrrrrrrrrr

    ResponderExcluir
  4. Aiiii meu Deuuus q issoooooo
    Posta maiis,
    Nova seguidora
    Visita o meu blog jemiumapropostaousada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir